O que é a Técnica FUE?

Atualizado: 17 de Set de 2018


A técnica FUE de transplante capilar é o procedimento cirúrgico no qual se realiza a retirada dos folículos capilares que não tem predisposição para calvície (que estão na parte de trás da cabeça) para região que está calva. Quando são transferidos dessa forma, o cabelo volta a surgir nessa área. Esse procedimento é considerado a única solução definitiva para a alopecia androgenética (calvície), aquela que é hereditária. É importante ressaltar que calvície não é a mesma coisa que queda de cabelo. Na calvície os fios não caem e sim entram em processo de miniaturização (afinamento). Isso ocorre em pacientes predispostos geneticamente a esse problema, que é desencadeado pelos hormônios masculinos (testosterona e Di-hidrotestosterona, conhecida como DHT). A técnica convencional de extração da faixa de cabelos, é chamada de FUT (transplante de unidades foliculares). Nessa técnica a faixa retirada tem em torno de 25 cm de comprimento e 1,5cm de largura. Após a retirada é feita uma sutura que deixará uma cicatriz linear, camuflada pelos cabelos da região.

Benefícios

É uma técnica minimamente invasiva, pois não há cortes. Não apresenta cicatriz aparente, por isso você poderá utilizar os cabelos curtos ou raspados. Recuperação rápida, você pode voltar as atividades físicas no dia seguinte. Não fica dolorido, pois não existe a necessidade de fazer incisões. Diversas áreas doadoras, os folículos podem ser retirados do couro cabeludo, tórax ou barba.


Indicações

A técnica FUE vem crescendo anualmente e hoje já é utilizada em mais de 70% das cirurgias de transplante capilar. O transplante capilar pode ser feito em qualquer pessoa que sofra com alopecia androgenética (calvície) e que tenha o desejo de ter novamente cabelo na região que está calva. Além disso, é para aquelas pessoas que não querem deixar cicatriz aparente, gosta de utilizar cabelos curtos ou raspados e tem tendência a quelóides ou cicatrizes hipertróficas.


Como funciona o pós operatório?

Após o término da cirurgia, o paciente recebe um curativo oclusivo em toda a cabeça, que é retirado após 24 horas após a cirurgia. O cabelo deve ser lavado com uma esponja especial contendo clorexidine, de forma cuidadosa, para que não haja deslocamento dos enxertos. As cicatrizes da área doadora devem ser lavadas normalmente. Um mês após o procedimento, os fios caem ficando apenas as raízes. Passados três meses do procedimento, os fios voltam a crescer. O resultado final vem após 12 meses.


Resultados


O resultado cirúrgico é EXTREMAMENTE NATURAL. O grande medo de quem procura a cirurgia de transplante capilar é a aparência artificial que ocorria após as cirurgias há alguns anos atrás. Atualmente, a naturalidade vem sendo desenvolvida ao longo de anos de experiência e no desenvolvimento de novas técnicas. O transplante capilar realizado pela nossa equipe consegue resultados naturais devido aos seguintes motivos:

  • preparação dos enxertos é feita com o microscópio. as raízes dos enxertos são muito pequenas, agrupadas em unidades de 1, 2, 3 ou 4 fios.

  • a incisão desses enxertos é feita com microlâminas, que variam de 0,8mm até 1,1mm, deixando as cicatrizes imperceptíveis.

  • as incisões na área calva são feitas com ângulo e direção que acompanhe essas características dos fios pré existentes.

  • a linha de implantação anterior (na testa) é feita de forma irregular, garantindo total naturalidade.

  • a densidade de unidades foliculares (enxertos) colocados é suficiente para cobrir o couro cabeludo e dar densidade capilar no local implantado.

Com esses cuidados, o resultado cirúrgico é tão natural, que nem o paciente consegue discernir os fios transplantados com os fios previamente existentes.


Dra. Mariana Scribel